domingo, 17 de outubro de 2010

A política expansionista de D. João II

Em 1475, o príncipe D. João, filho de D. Afonso V, assume a direcção da política expansionista. Em 1481, com a sua subida ao trono com o título de D. João II, são nítidos os seguintes objectivos:
  • Fortalecer o domínio português no Atlântico;
  • Fazer a exploração da costa africana;
  • Procurar a passagem do Atlântico para o Índico, com vista a atingir a Índia.

Foi dentro desta nova orientação que se realizaram as viagens de Diogo Cão (1482-83, Foz do rio Zaire) e de Bartolomeu Dias (1487-88, Cabo das Tormentas). Com esta última foi confirmada a existência da tão procurada passagem do Atlântico para o Índico. Era, pois, possível chegar à origem das especiairias por via marítima. Enquadra-se dentro desta política as viagens terrestres efectuadas por Pêro da Covilhã e Afonso Paiva, procurando recolher informações sobre a ìndia e o Índico.

3 comentários: